Querido blog, que já não é tão secreto assim…

Voltei! Tenho algumas novidades: o primeiro dia de aula não foi tão ruim quanto eu imaginava. Fiz amizade com uma garota chamada Camila e escapei do maior mico da minha vida. E, acredite, foi você que quase me colocou nessa.

Fiquei pensando se era melhor eu te deixar de lado ou continuar postando. Lembrei o que minha irmã disse hoje a tarde e resolvi que escreveria pelo menos mais este texto. Talvez eu nem tenha leitores de verdade, mas, de qualquer maneira, desabafar por aqui é legal. É como se minha vida fosse importante para alguém.

Se tá tudo bem? Não. Nem tudo.

Meus pais estão brigando muito ultimamente. Por coisas bestas, tipo a posição do tapete na sala e o canal da televisão. Antes, eu me sentia culpada, porque a maioria das discussões começava depois de brigas entre mim e minha irmã. Agora, mal chegamos em casa e eles já estão gritando. Às vezes, o que importa não é o que a pessoa faz, mas o que ela espera que aconteça a partir do que faz.

Agora, mudando de assunto…

Não vejo a hora de poder usar lentes de contato. Mamãe disse que se minhas notas forem boas no primeiro bimestre e eu me mostrar uma garota responsável, ela vai me deixar usá-las em tempo integral. Espero que um mês não seja o suficiente para me apelidarem de “quatro zói”, como fizeram na última escola.

Tchauzinho!