Se eu pudesse voltar no tempo...

depoimentos

Niina Secrets

Niina Secrets

“Existe aquela frase bem famosa que diz “Daqui a alguns anos você estará mais arrependido pelas coisas que não fez do que pelas que fez…”. Por isso eu fiquei pensando…

Leia mais...

muito em algo que eu me arrependi de ter feito, mas não consigo pensar em nada, porque tudo o que eu já fiz na vida me tornou a pessoa que sou hoje. Então se eu pudesse voltar no tempo e mudar alguma coisa, seria morar por mais tempo em Nova York ou fora do país. Eu fiz intercâmbio de 4 meses para lá e aprendi muito, além do inglês que é super importante, eu aprendi também a fazer novos amigos, ser menos tímida e me virar sozinha. Olhando hoje, eu me arrependo muito de não ter ficado mais tempo por lá, pelo menos 1 ano. Tenho certeza que aprenderia muito mais e claro, contaria tudo no blog.” @niinasecrets
Juzao

Juzao

É engraçado quando você alcança uma certa idade e adquire o mesmo discurso das pessoas que você abominava quando era adolescente. Há 10 anos, eu torcia o nariz quando…

Leia mais...

a minha mãe me obrigava a fazer aquelas coisas chatas, como ir em almoços de família, visitar minha avó ou até mesmo ficar em casa pra curtir meu pai em um domingo, quando ele havia acabado de chegar de viagem. E no sábado à noite, acontecia uma encenação de novela só pra eu conseguir a permissão da minha mãe pra ir em uma festa. E mesmo quando conseguia, tinha que estar em casa cedo. Ah, mãe, que saco. Quero sair com as minhas amigas. Você não me entende. Eu achava a minha vida a pior vida do mundo. Contava os minutos pra sair logo de casa e ir morar sozinha de uma vez. Não via a hora de poder sair sem dar satisfação pra ninguém e voltar três dias depois. Sabe por que? Porque eu estaria sozinha.Depois de três longos anos, esse dia chegou. Eu iria morar sozinha pra fazer faculdade fora da minha cidade. Não teria que ficar em casa assistindo filme com a minha mãe. Não precisaria mais cuidar da minha irmãzinha. Visitar a avó não seria mais uma obrigação. Sabe por que? Porque eu estaria sozinha. Desarrumei minhas malas e saí, sem ter hora pra voltar. E assim se repetiu por mais algum tempo. Foi aí que eu notei que as festas só duravam algumas horas, os amigos não estavam comigo todos os dias e a comida não se materializava sozinha no fogão. Até que um dia eu cheguei em casa, sentei na sala e bateu um vazio. Eu chorei. Sabe por que? Porque eu estava sozinha. Naquele momento, eu vi o quanto eu era imatura e não dava valor pra companhia dos meus pais. Aquelas duas pessoinhas que deram duro pra me dar tudo o que eu tinha (inclusive, aquele momento sozinha) nunca tiveram a sua presença valorizada por mim. Tudo era visto por mim como uma obrigação, uma chateação, um saco ao lado deles. Eu tive que ficar verdadeiramente sozinha pra ver o quanto eles faziam falta. Mas aí já era tarde demais e voltar atrás da solidão que eu havia recém conquistado seria fraqueza da minha parte. Então decidi seguir em frente. Sozinha. Se eu pudesse mudar um dia na minha vida, um dia só seria pouco. Eu gostaria de selecionar num calendário todos aqueles dias em que eu não soube curtir o fato de ter meus pais ao meu lado e viveria de novo cada um deles. Minutinho por minutinho. E se pudesse, viveria de novo cada um desses dias quantas vezes fosse possível. Sabe por que? Porque a única certeza que a gente tem na vida é que os nossos pais vão morrer um dia. Hoje, quando eles estão comigo, eu aproveito cada segundo, como se fosse o último quadradinho de uma barra de chocolate. Não é tão frequente como eu gostaria, mas é o suficiente pra eu enxergar o quanto deveria ter aproveitado mais quando eu acordava com o cheirinho do café da minha mãe. @juzao 
Luba

Luba

Qual dia eu mudaria na minha vida? Hmm… Olha, essa é uma das perguntas mais difíceis que já tive de responder. Estou longe de ter uma vida perfeita, mas gosto…

Leia mais...

muito dela hoje e acredito fielmente que tudo o que me aconteceu no passado contribuiu para deixar tudo exatamente como está hoje. Poderia escolher o dia em que magoei uma das pessoas que mais amo, mas hoje vejo que isso fortaleceu tanto a nossa amizade que nos consideramos irmãos agora. Poderia escolher o dia em que traí a confiança dos meus pais, mas depois de reconquistá-la, sei que eles confiam em mim mais do que em qualquer outra pessoa no mundo todo. Mas a gente sempre tem um arrependimento, por menor que seja… Eu tenho um. Bem grande. Um dia eu menti para uma pessoa. Eu disse que a amava. Não era a minha intenção, mas brinquei com os sentimentos dela porque quando ouvi as mesmas palavras de sua boca como resposta, não havia mentira nenhuma ali. Hoje não nos vemos e raramente nos falamos… Se eu pudesse, voltaria atrás naquele dia e manteria a mesma relação de amizade que tínhamos. Diria “eu te amo” com outro sentido e outras palavras: eu não quero nunca viver uma vida sem você. @Lubatv 

MariMoon

MariMoon

Quando eu era adolescente, sonhava em tocar guitarra e cantar um rock bem feminino cheio de críticas.Cheguei a fazer aula de teclado, violão e canto mas achei tão difícil e tive professores…

Leia mais...

 chatos, então cancelei as aulas e deixei pra depois… pra depois… pra depois… Se pudesse voltar no tempo, teria procurado outros professores e insistido no sonho! @MariMoon
Rosana Hermann

Rosana Hermann

Olhando daqui, de tão longe, a resposta chega a doer. Porque se eu pudesse voltar no tempo eu voltaria para o dia em que eu nasci. Meus pais, que já tinham minha irmã mais velha e sonhavam com um menino….

Leia mais...

Minha recepção nesse mundo veio sob forma de decepção, através de um comentário de minha mãe pra meu pai, que vim a saber anos mais tarde. Ao me pegar em seus braços minha mãe disse para meu pai, quase pedindo desculpas: – é outra.  Assim cheguei ao mundo. Sendo a outra, a figurinha repetida, do tipo errado. Passei uma vida tentando me desculpar por ser o que sou e não ser o esperado. Até hoje tento me esconder atrás do meu trabalho, da minha eficiência, das minhas piadas, textos e tricôs. Se eu pudesse voltar atrás no tempo, eu me pegaria no colo e diria pra  mim mesma: -Bem-vinda ao mundo, menina. Você nasceu e não precisa pedir licença pra viver nem desculpas por existir. @rosana 
Carol Rocha

Carol Rocha

Já me perguntaram se eu voltaria no tempo para não ser atropelada, tentar evitar o acidente, mas na verdade, se eu pudesse voltar no tempo para mudar algo, eu voltaria para dar um abraço na minha avó…

Leia mais...

antes dela partir. Ela faleceu em Brasília e eu estava aqui em São Paulo, lembro do dia que liguei para ela e ela quase não me reconhecia, estava confusa por causa dos remédios, eu senti que estava perdendo minha avó, eu deveria ter largado o telefone naquela hora e corrido pra rodoviária pra viajar e dar mais um abraço na minha Dona Ana. Eu sonho com esse dia que não aconteceu e que seria o meu maior sonho. @tchulimtchulim 

Felipe Castanhari

Felipe Castanhari

É sempre muito difícil pensar em um dia especifico para voltar no tempo, afinal, cometi tantos erros, tenho tantos arrependimentos, tantos que é quase impossível escolher somente um…

Leia mais...

Vamos lá, estou espremendo, com todas as minhas forças, todas essas lembranças remoídas, estou vendo todos esses momentos, que achava ter esquecido, e no meio desse emaranhado de lembranças, me vejo de volta ao meu colégio, devia ter uns 12 anos, lá passei grande parte do meu tempo quando criança. Não estou lembrando de um dia em especifico, mas sim de uma fase da minha vida, uma fase onde eu poderia ter aprendido muito mais. O conhecimento vinha em abundância e de todos os lados, e ao invés de aproveitar todo esse fluxo de informação que flutuava em minha frente, acabei me importando mais com coisas que comparadas ao conhecimento, não chegam nem aos seus pés. Infelizmente não posso voltar no tempo, na verdade, tento não pensar nisso. Cada decisão imbecil que tomei ao longo da minha vida, me trouxeram até aqui. Bem, é melhor pensar assim mesmo, uma vida vivida de arrependimentos, não vale um momento. @FeCastanhari
Caio Caprioli

Caio Caprioli

Se eu pudesse voltar no tempo (só, e somente só, com a experiência que tenho hoje), eu aproveitaria melhor… o tempo. Os anos passam e eles ficam mais cruéis a cada meia noite do dia 31 de dezembro. Eu não ficaria…

Leia mais...

tanto tempo trancado dentro de casa, na internet ou televisão, mas sim me divertindo na rua com meus amigos. Eu abraçaria mais o meu avô. Conversaria mais com as crianças na escola, ao invés de jogar Game Boy escondido na aula de Educação Física. Eu voltaria no tempo pra curtir mais a adolescência e suas descobertas, ao invés de deixá-la passar voando. Mas tá tudo bem porquê, afinal, a gente aprende com ele, o tempo. @Caioo 
Guilherme Ruiz

Guilherme Ruiz

É um momento muito, bom, tosco. da minha vida – eu devia estar fazendo uns 5 anos e é uma das primeiras memórias que eu tenho. Uma daquelas festinhas de criança, com mágico que fazia lá sua performance e eu, aniversariante, fui…

Leia mais...

chamado pra participar de um certo número. Só que por algum motivo morri de medo ou vergonha ou alguma coisa do gênero e arreguei; voltaria lá pra me dar um empurrãozinho, não só pelo momento, mas quem sabe se lá no começo eu tivesse essa “coragem”, talvez mais pra frente em outros momentos parecidos eu já estivesse mais tranquilo pra me arriscar. @guigruiz 
Gabriela Fadel

Gabriela Fadel

Eu gosto de pensar que não mudaria nada na minha vida, porque todas as minhas escolhas me trouxeram para onde eu estou hoje e me transformaram em quem eu sou. Mas o que eu gostaria mesmo era de sentar com…

Leia mais...

…a minha eu do passado e avisa-la para não perder tempo, não deixar que outras pessoas a afetem e a tirem do foco das coisas que realmente importam. Doer dói. Vai ser ruim, você vai sofrer e blá blá blá, drama, drama, drama, drama. Mas coloca esse queixo pra cima, garota, que você vai se dar muito bem, vai ter uma vida maravilhosa. Não perde tempo remoendo e se sentido perdida, mete a cara no mundo e nas coisas que você realmente gosta. Para de querer se fechar e sumir que tudo isso vai passar e você vai ver quantas oportunidades você vai ter perdido por isso. E para de jogar formol nesse cabelo que você vai acabar com ele, sua idiota. @gabbief 
Victor Oliveira

Victor Oliveira

Tinha acabado de sair da Alemanha, passei alguns dias em Londres e faltando 24 horas para voltar pro Brasil, tive a oportunidade de retornar para Berlim, que era aonde estava. E desisti. Por saber que uma hora teria que voltar, e também…

Leia mais...

…por acreditar que não conseguiria dar continuidade a um possível relacionamento tão longe da minha verdadeira casa. Eu mudaria esse dia. Gostaria de me arriscar mais. @VictorOliveira 
Bruna Vieira

Bruna Vieira

Se eu pudesse voltar no tempo mudaria meu primeiro dia no Colégio Imaculada Conceição (CIC). Na primeira série eu era extremamente tímida. Queria ter feito mais amigos quando eu ainda não precisava me preocupar com…

Leia mais...

…coisas de adulto e tinha uma rotina ao lado dos meus colegas de classe. Acho que eu teria muito mais histórias legais pra contar se tivesse falado e feito mais naquela tarde, quando eu ainda era a novata e ninguém me conhecia direito. Ah, e eu também não cortaria minha franja. Nunca faça isso no primeiro dia de aula! @BrunaVieira 
Taciele Alcolea

Taciele Alcolea

Eu queria voltar no tempo, mas precisamente nos meus 18 anos e ter deixado todos os meus medos de lado para realizar o meu sonho de fazer intercâmbio, sozinha em um lugar desconhecido era assustador…

Leia mais...

…demais para mim na época, hoje daria tudo para voltar e ter essa oportunidade novamente. @TacieleAlcoela 
Ariane Freitas

Ariane Freitas

Tenho um imenso pé atrás quando penso na possibilidade de voltar no tempo. Talvez seja porque finalmente goste de quem sou agora, pessoal e profissionalmente, e tenha medo de que nunca me torne…

Leia mais...

…essa Ariane se mudar o mínimo que seja. Mas, se tivesse que arriscar, acredito que voltaria ao dia em que me apaixonei pela última vez. Não sei se teria coragem de fazer diferente sabendo que isso poderia criar um novo rumo para as coisas – mas pelo menos aproveitaria pra viver aquilo de novo. Acho que não tem nada mais gostoso do que o frio na barriga de quando a gente se entrega, nem como a inocência dos primeiros encontros com alguém. @LoveMaltine 
Paula Pimenta

Paula Pimenta

Eu era apaixonada por um menino e um dia finalmente nós ficamos. Foi tudo perfeito, e então, na hora de despedir, ele falou que era para eu telefonar, para a gente se encontrar de novo no dia seguinte. Eu respondi que…

Leia mais...

…não ia ligar e então ele disse: “Ah, você é dessas que não telefona?”. Só pra provar que eu não era “dessas” coisa nenhuma, pois odeio generalizações, telefonei. E então ele falou: “Sabia que você ia ligar! Hoje não vai dar pra gente sair porque eu tenho uma festa. Mas me liga outro dia pra gente combinar”. Eu não liguei nunca mais. E adoraria voltar naquele momento que ele perguntou “se eu era dessas que não ligava”, para responder: “Sou dessas que não corre atrás de caras babacas como você!”. @PaulaPimenta 
Felipe Castilho

Felipe Castilho

Viagem no tempo é o meu tema favorito na ficção científica, piro absurdamente no assunto. E eu sempre vejo as pessoas tentando mudar uma coisa do passado e causando todo aquele paradoxo na linha temporal, esculhambando…

Leia mais...

  o futuro e assim por diante.  Então, eu acho que não consigo me imaginar arriscando tudo… e voltaria em uma certa manhã apenas para reforçar algo em minha mente: o dia em que minha mãe levou seus dois filhos (eu incluso) até uma pracinha do interior, apenas para ficarmos brincando no parquinho e jogando bola. Estávamos muito mal de grana, e aquela era uma fase bem complicada de nossas vidas. E naquele dia ela nos fez feliz sem gastar um real, sem nos dar nada material. Tenho esse momento guardado comigo, e acho que de certa forma sempre volto ao passado quando me lembro dele. Um recorte de vida para me lembrar de que já estivemos nas piores situações, sim, mas que tiramos todas elas de letra apenas com nosso amor e união. @FelCastilho 

Federico Devito

Federico Devito

A gente sempre quer ter a experiência que tem agora antes de ter feito alguma coisa “errada”, ou onde poderíamos ter feito melhor, e o tempo passou. Eu gosto dessa coisa de amadurecer durante a vida, mas talvez…

Leia mais...

…voltar no tempo e dar dicas para mim mesmo, sem mudar o curso das coisas, seria de grande ajuda. É importante ter alguém do lado pra dizer o que fazer e como fazer, a gente não nasce sabendo e cresce aprendendo, e ninguém melhor que nós mesmos como apoio. Teria me poupado um bocado de circunstâncias que eu me pego volta e meia, deitado, antes de dormir, pensando sobre… Mas fica esta experiência de agora pra amanhã. @FedericoDevito 
Thalita Rebouças

Thalita Rebouças

Do alto dos meus 18 anos, sem saber o que fazer — Direito, Jornalismo ou teatro  (tive meu momento atriz e acho que não fazia feio nos palcos, não!) — quis mudar. Inovar! Angustiada, não conseguia decidir meu futuro, mas alguma coisa…

Leia mais...

…precisava mudar. Cheguei no salão e disse: — Quero clarear o cabelo. Só um pouco. Uma coisa meio ‘acordei, peguei sol e fiquei assim’. — Claro, amor! Senta! Vou te deixar linda! Uma hora depois, com o cabelo seco, olho no espelho ao mesmo tempo em que ouço o cabeleireiro dizer: — Madonnaaaa! Like a virgin… hu! Que parte de “um pouco” ele não tinha entendido, meu Deus? Com lágrimas nos olhos, não consegui dizer nada. Só chorar. Antes de ir para casa passei na farmácia e comprei um xampu-tinta preto. Pintei. Ficou vermelho. Acaju, seria mais correto dizer. Péssimo! Fui para o salão mais próximo e tosei a juba para amenizar o desastre. Cortei curtinho. Virei um E.T. de cabelo ridículo. Mudaria esse dia inteiro simplesmente não passando perto de nenhum salão e nenhuma farmácia. @ThalitaReboucas 
Gabriel Simas

Gabriel Simas

Se eu pudesse voltar no tempo e mudar algum dia da minha vida mudaria o dia que fui orgulhoso e deixei isso ser maior do o meu real sentimento por uma pessoa. Talvez isso tenha acontecido mais de uma vez, mas talvez…

Leia mais...

…mudando uma dessas vezes tudo seria diferente hoje. Simplesmente pq não vale a pena viver pela raiva ou pela ansiedade. Tá tudo bem se a gente perder as vezes, se ganhassemos sempre não teria graça e nem saberiamos como é bom vencer sem ter algo pra comparar. Mas no campo do sentimento não deve haver guerra. As vezes precisamos tirar nossa armadura, respirar fundo e deixar que os sentimentos bons falem pela gente. Errar é completamente humano e nos ensina muito, mas não consertas os erros é que nos faz perdedores, e não perdemos pra ninguém, perdemos para nós mesmos. A vida é curta e uma só, não tem pq não viver ela cheia de amor e felicidade. (mas se eu soubesse o número da mega sena acumulado eu voltaria no tempo e jogaria os números certos também, rs) @GabrielSimas 
Camila Mabeloop

Camila Mabeloop

Sempre digo a mim mesma para nunca me arrepender das coisas que fiz, precisamos arcar com as consequências de nossas atitudes. Mas se o caso for das coisas que não fiz, tá liberado o…

Leia mais...

arrependimento, por um tempinho. Eu era loucamente apaixonada por um menino da minha Igreja, conversávamos o dia todo no MSN e eu sabia todos os horários que ele entrava. Ficamos algumas vezes, até que um dia ele falou no chat sobre namorar e marcou de ir até minha casa para conversarmos. Quando ele chegou, esperei que dissesse alguma coisa e claro, fiquei na minha. Depois de um tempo olhando o pôr do sol ele disse que ia embora, sem falar nada. Acompanhei o dito cujo até uma pracinha e definitivamente nada aconteceu. Nunca mais. Foi o único garoto que gostei de verdade, e se eu pudesse voltaria naquele dia e falaria alguma coisa. Queria ter naquela época (uns cinco anos atrás) inspiração de mulheres fortes que temos hoje. Afinal, não tem problema nenhum a mulher tomar uma atitude. Eu só precisava saber disso naquele dia. @CamilaMabeloop
Dayse Dantas

Dayse Dantas

Certo dia, um pessoal da minha turma decidiu ir embora depois do quinto horário. O plano era perfeito, já que outras turmas estariam indo embora nessa hora, seria fácil de nos camuflar. Infelizmente, nossa ambição foi…

Leia mais...

…a nossa ruína. Eu e mais uns cinco alunos decidimos seguir à direita em vez de virar à esquerda, onde a escada estava. A gente virou à direita porque no fim do corredor ficava o elevador das freiras. Esse elevador era algo exótico e fora de nosso alcance. NÓS PRECISÁVAMOS CONHECER OU MORRER TENTANDO. E de certa forma, morremos tentando. Uma professora percebeu seis alunos de mochila andando na contramão no corredor e apareceu na porta do elevador para nos impedir. Não tinha nada que pudéssemos fazer. Caminhamos, envergonhados, o longo caminho entre o elevador e a nossa sala. Nenhum dos alunos assistindo nossa ruína estava rindo. Eles entendiam. Estávamos todos no mesmo barco. Se nós éramos o Titanic, o sexto horário era o iceberg. Enfim, até hoje eu me arrependo daquela decisão idiota de pegar o elevador em vez das escadas. Então, se eu pudesse mudar uma coisa, eu viraria à esquerda naquele dia fatídico. Imagine as coisas que meus amigos e eu faríamos naqueles cinquenta minutos que teríamos de liberdade. Pode parecer pouco, mas a gente sabia que cinquenta minutos era o tempo exato de uma Grande Façanha.  
Babi Dewet

Babi Dewet

Será que algum Doctor ou Viajante do Tempo pode ler minha mensagem aqui no blog e me levar junto? Há muito tempo venho pensando nisso, colocando mensagens na varanda de casa e fazendo sinais luminosos com o celular…

Leia mais...

…pela janela. Me disseram que adianta, mas não vi resultados ainda. Sei que não seria nada fácil voltar no tempo e mudar algo na minha vida, apesar de ter certeza de que eu sempre fui uma pessoa tranquila e fácil de convencer e não duvidaria de mim mesma vinda do futuro. Acho que eu ficaria feliz, na real, porque hoje posso pintar o cabelo e fazer tatuagens. Mas se eu pudesse, aqui seria onde a coisa toda tomaria um rumo diferente: dia 2 de dezembro de 1997. Eu tinha 10 anos e pensava em três coisas na vida – no Fabinho, garoto totalmente gatinho do meu colégio, nos Hanson e que eu precisava começar a decidir o que iria fazer quando crescesse. Não faço ideia do porque já perguntarem coisas assim quando somos muito novos, mas o fato é que nesse dia tomei uma decisão que tenho certeza que hoje é o motivo de eu não ser um sucesso do American Idol (gosto de pensar assim), ou qualquer programa desse tipo. De fato, eu seria uma celebridade como a Demi Lovato ou Selena Gomez (não tipo a Miley, ainda), se não tivesse desistido da aula de canto (eu não tinha talento), de violão (não consigo decorar acordes) e decidido, de alguma forma, ser paleontóloga. No fim, eu não estudo dinossauros para viver e acabei escrevendo livros sobre pessoas que tem real talento musical (algumas nem precisaram fazer aulas!). Não que esteja reclamando, eu amo o que faço, mas eu seria uma ÓTIMA líder de banda de rock. Só soltando pro Universo essa mensagem. EU ARRASARIA. Enquanto isso, aqui escrevendo livros, eu sei que a vida às vezes nos dá novas chances e é como voltar no tempo, você só tem que avaliar o que precisa fazer para ser melhor e apertar o botão, certo?   

Barbara Morais

Barbara Morais

Eu gosto de pensar que tudo o que eu vivi, bom ou ruim, me trouxe até aqui e me fez ser quem eu sou. Não fico pensando no passado e considerando como eu mudaria, ou me arrependendo do que eu fiz. Mas com frequência me pego pensando…

Leia mais...

…o que teria acontecido se eu não tivesse escolhido cursar Engenharia Elétrica na faculdade. Se eu tivesse escolhido alguma das minhas outras opções, onde eu estaria agora? Será que eu teria trocado de curso? Será que teria escrito e publicado um livro? Será que eu já teria me formado e estaria trabalhando em algo que gosto? Então eu mudaria o dia em que coloquei Engenharia Elétrica como opção do vestibular – e se pudesse trapacear só um pouquinho, colocaria Economia, que é meu curso atual e que nem sequer era opção quando eu tinha 17 anos. @BARBARAESCREVE 
Leila Rego

Leila Rego

Se eu pudesse voltar no tempo e mudar um dia do meu passado, voltaria ao ano de 1999. Dia da minha formatura. Foi um dia feliz e de comemorações, mas nem todos que eu gostaria que estivessem ali puderam comparecer…

Leia mais...

Neste dia, eu daria um jeito para que todos estivessem comigo, comemorando minha conquista e a nossa amizade. Queria voltar neste dia para deixar o orgulho que eu sentia de lado e agradecer a pessoas que, de uma forma ou de outra, me ajudaram ao longo dos anos. Também para pedir desculpas a amigos e deixar algumas brigas infantis de lado. Abraçaria todos com carinho e alegria. Mais de uma vez. Algumas dessas pessoas já partiram, e não tive oportunidade de agradecer ou de abraçar de uma forma mais intensa. Esse seria o dia perfeito. Infelizmente, perdi a oportunidade. Faço agora em pensamento e oração.
Otávio Albuquerque

Otávio Albuquerque

Hoje olho para trás e vejo quanto meu pai foi importante para mim. Ainda assim por desencontros da vida, acabamos nunca nos dando lá muito bem. No começo de 2003, acabamos tendo uma discussão mais feia e…

Leia mais...

…parei de atender suas ligações. Lembro da última vez que ele me ligou, e eu não atendi. Duas semanas depois, ele morreu. Gostaria muito de poder voltar no tempo e atender aquela ligação. Dizem que ele queria me pedir desculpa. Bom, pai… desculpa eu. @TAVIAO 
Karol Pinheiro

Karol Pinheiro

Às vezes, antes de dormir, me imagino entrando numa máquina enorme cheia de luzinhas que me leva de volta para aquele fatídico 25 de Outubro de 2003. Meu cabelo ainda era maior do que eu consigo me lembrar e…

Leia mais...

…parte do meu corpo tremia quase como se um terremoto estivesse dentro de mim. Eu tinha 16 anos e não fazia ideia do que era estar tão perto de um garoto a ponto de sentir a pontinha do nariz dele encostar na pontinha do meu nariz. Mas aconteceu, pertinho da quadra de esportes do colégio, eu e ele nos beijamos. Do alto de uma escadaria gigante, que se tivesse cada um de seus degraus somados, ainda assim, não teria o tamanho do meu nervosismo, nós nos beijamos. Durou 10 segundos: 1. fecha os olhos. 2. abre a boca. 3. abre um pouquinho menos a boca 4. lembra de colocar as mãos na altura dos ombros dele. 5. Língua pra fora. 6. Língua pra dentro. No sétimo segundo eu me despedi. No oitavo, eu já não era mais a única garota da sala de aula que nunca tinha beijado. No nono, entendi que uma primeira vez, nunca é a melhor vez. No décimo, sorri sozinha por me imaginar hoje, mais velha, assistindo aquela cena depois de entrar numa máquina do tempo e achando graça de tudo. Naquele dia, entendi que nenhum tempo pode ser esquecido ou transformado quando já está eternizado na nossa própria história. @KarolPinheiro  
Caíque Nogueira

Caíque Nogueira

É uma pergunta que me faz ficar pensando e pensando e pensando… Voltar no passado e mudar algo, significa abrir mão de alguma coisa que temos dentro da gente no presente, certo? Só que eu sou tão apegado a cada experiência…

Leia mais...

…que tive, apesar de boa ou ruim, que é difícil deixar pra trás e fazer diferente. Tudo que vivi já faz parte de mim. Mas lá no fundo, vem na cabeça o fato de eu ter escolhido priorizar uma segunda opção em certa altura da vida. Vou explicar: desde pequeno minha veia artística grita mais do que qualquer coisa. Só que essa vida de artista é tão complicada… Haja paixão. Foquei nela durante muitos anos e do nada, pelos meus pais e obviamente por mim, decidi usar meu gosto por entretenimento e escrita, fazer uma faculdade de Jornalismo e trazer a segurança do “Plano B”. Não que eu tenha deixado de lado o “Plano A”. Sempre estudei teatro, cinema, canto, dublagem e as emoções. Fazendo cursos e conhecendo pessoas pelo mundo. Mas em algumas fases da vida, você precisa priorizar escolhas. Nem que seja por tempo determinado. Só assim ela será bem executada. As vezes nos momentos em que estou vivendo o meu “Plano B”, me sinto no lugar errado, perdendo tempo, gastando anos da minha vida correndo atrás de algo que não quero. Mas é aí que eu volto ao meu discurso inicial: A vida é boa demais, a gente tem tempo pra fazer tudo o que tivermos vontade e toda experiência é válida. Tudo traz um aprendizado e te faz evoluir. Então apesar de as veeeezes bater aquele sentimento de “eu queria voltar atrás e focar na minha primeira opção até dar certo”, eu respiro fundo e me conforto sabendo que ainda tem um tempão aí pela frente e que tudo acontece na hora e maneira que tem que ser. Quer saber? Eu não mudaria nada. Nem aquele dia em que eu comi uma carne estragada e passei muito mal. A gente aprende até assim.